Sábado, 16 de fevereiro de 2019
Fale Conosco - 75 98824-7632
BAHIA

30/01/2019 ás 17h42

Rodrigo Santos

Feira de Santana / BA

Partidos da base se irritam com anúncio de secretariado e falam em retaliar Rui Costa
O anúncio de parte do secretariado feito nesta terça-feira (29) pelo governador Rui Costa gerou mal estar na base aliada.
Partidos da base se irritam com anúncio de secretariado e falam em retaliar Rui Costa
Reprodução

O anúncio de parte do secretariado feito nesta terça-feira (29) pelo governador Rui Costa gerou mal estar na base aliada. Segundo informações obtidas pela reportagem , siglas que compõem o grupo de apoio ao petista avaliam que Rui tem buscado apenas beneficiar seu partido, o PT, na reforma. Lideranças partidárias acham que a anunciada caçada do governador por nomes técnicos no secretariado se mostrou um engodo com a indicação de Jerônimo Rodrigues para o comando da Secretaria de Educação.


Eles veem Jerônimo como alguém de perfil eminentemente político e que não atende ao requisito de qualidades técnicas, imposto pelo governador, para assumir o cargo - o novo titular da SEC é professor de Ciências Sociais da Universidade Estadual de Feira de Santana e tem mestrado em Agronomia, apesar das dúvidas levantadas contra suas credenciais. Na ótica da base aliada, portanto, a nomeação de Jerônimo seria uma forma de beneficiar o PT com uma das pastas de maior orçamento do governo.


Por outro lado, Rui vetou várias indicações feitas pelas legendas porque não atendiam aos requisitos impostos por ele, o que deixou as lideranças irritadas. Nomes do PP, por exemplo, dizem que o vice-governador João Leão só foi parar na Secretaria de Desenvolvimento Econômico pelo fato de o governador não ter aceitado quadros apresentados pela sigla. A cúpula do partido diz, por outro lado, que a participação de Leão no governo foi um pedido do próprio Rui. 


Os partidos acreditam também que não estão sendo prestigiados como deveriam na montagem do secretariado, ficando com pastas de pouca expressão. Apesar disso, o governador já garantiu conservar os atuais espaços dos partidos. No anúncio feito nesta terça, ele manteve a Secretaria de Trabalho, Renda e Emprego nas mãos do PCdoB; de Infraestrutura, com o PSD; de Agricultura, com o PDT; e de Administração Penitenciária e Ressocialização com o PSB. Fez mudança ao remanejar Jerônimo para a SEC, colocando um petista na pasta. Ao mesmo tempo, deu a SDE ao PP - a secretaria estava na cota dos petistas anteriormente. Por outro lado, Walter Pinheiro, sem partido e da cota pessoal de Rui, até pouco tempo na Educação, foi colocado na Secretaria de Planejamento, que antes era espaço do PP. Nesse sentido, o equilíbrio de forças foi mantido.


Nesta quarta, lideranças partidárias se reuniram em um almoço para discutir a insatisfação com o governador. O BNews apurou que participaram do encontro nomes do PDT, PSB, PP e PR - o vice-governador João Leão não esteve presente. Por lá, teve político dizendo que Rui sentiria posteriormente os efeitos - negativos - da forma como conduziu a formação do novo governo. Falaram em retaliações a ele na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e também nas próximas eleições. 


Apesar da aparente celeuma criada em torno do tema, o novo secretariado ainda não foi fechado. O governador precisa anunciar ainda quem vai comandar outras 10 pastas. Algumas delas, como Turismo, Ciência, Tecnologia e inovação, Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura Hídrica e Saneamento estão na cota de outros partidos - PR, PSB, PSD e PP, respectivamente. As restantes, Cultura, Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Rural, Meio Ambiente, Relações Institucionais e Políticas para as Mulheres são de indicação do PT ou do próprio Rui, que é petista. Agora, o governador precisará de jogo de cintura para evitar movimentos que levem a um motim na base aliada.


 


Fonte: Bocão News

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium