18°C 27°C
Feira de Santana, BA
Publicidade

MPF vai investigar caso de mulher negra expulsa de avião da Gol na Bahia

Samantha foi retirada de um voo da GOL antes da decolagem em Salvador, com destino a São Paulo, e teria ficado detida no aeroporto.

05/05/2023 às 14h23
Por: Site Feira 24 Horas
Compartilhe:
MPF vai investigar caso de mulher negra expulsa de avião da Gol na Bahia

O caso de expulsão de uma mulher negra de uma aeronave comercial da Gol Linhas Aéreas, no Aeroporto Internacional de Salvador, é alvo de investigação do Ministério Público Federal (MPF). Um procedimento foi aberto para apurar as circunstâncias envolvendo o episódio que aconteceu na última sexta-feira (28). A vítima é a professora Samantha Vitena Barbosa.

O MPF diz que o objetivo do procedimento é investigar uma possível ocorrência de racismo e violação dos direitos das mulheres, “para que se possa adotar as providências compensatórias, reparatórias e de responsabilização, no âmbito cível, para a proteção dos direitos coletivos eventualmente violados”. O suposto crime de racismo também está em apuração pela área criminal do MPF. A investigação corre em sigilo.

Entes envolvidos no caso foram oficiados pelo MPF para que prestem informações e esclarecimentos. À companhia aérea Gol, caberá apresentar detalhes sobre o episódio, cópia da regulamentação que orienta seus funcionários em situações dessa natureza, qualificação de toda a equipe de bordo que estava presente e, ainda, esclarecimento referente a treinamento e qualificação de seus funcionários sobre o tratamento a ser dispensado aos passageiros, sobretudo para evitar qualquer espécie de discriminação.

À Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o MPF pede manifestação sobre o episódio, em especial quanto à regulamentação existente acerca dos poderes da equipe de bordo, limites e instrumentos para fiscalização das decisões tomadas e prevenção de eventuais atitudes abusivas e discriminatórias em relação a fatos ocorridos em aeronaves.

No ofício enviado à Superintendência Regional da Polícia Federal (PF) na Bahia, o MPF solicita a apresentação de informações detalhadas sobre a atuação dos policiais federais no episódio, inclusive qualificação dos agentes, e regulamentação existente quanto a procedimentos e verificações a serem realizadas quando acionados pela equipe de bordo de aeronaves.

LEMBRE O CASO

Samantha foi retirada de um voo da GOL antes da decolagem em Salvador, com destino a São Paulo, e teria ficado detida no aeroporto. 

Nas redes sociais, personalidades como os apresentadores Manoel Soares e Rita Batista, da TV Globo, usaram seus perfis para denunciar o caso.

No vídeo que circulou pelas redes, Samantha expõe aos passageiros o ocorrido antes de ser retirada da aeronave por agentes da Polícia Federal. De acordo com o texto compartilhado por Rita Batista, Samantha estava sendo obrigada a despachar a mochila com seu computador - sendo, inclusive, acusada por parte da tripulação de ser “a razão do atraso”. Os passageiros conseguiram um lugar para a mochila de Samantha e nem mesmo assim o voo decolou.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias