19°C 28°C
Feira de Santana, BA
Publicidade

Maqueila Bastos, indiciada no caso Paraíso Perdido, é assassinada na Bahia

Ela foi encontrada com marcas de tiros e mãos estavam amarradas

11/05/2023 às 14h09 Atualizada em 11/05/2023 às 14h15
Por: Site Feira 24 Horas
Compartilhe:
Maqueila Bastos, indiciada no caso Paraíso Perdido, é assassinada na Bahia

Maqueila Santos Bastos, indiciada pela morte do empresário Leandro Troesch, dono da pousada Paraíso Perdido, em Jaguaripe, foi encontrada morta na cidade de Canarana. O corpo foi encontrado na madrugada desta quinta-feira (11), em uma estrada vicinal de acesso ao povoado de Baixa do Vigário.

Segundo informações da Polícia Civil, Maqueila estava com as mãos amarradas e com marcas de tiros. Junto ao corpo, foram localizados cartuchos de munição calibre 12, .380 e .40. 

Maqueila estava há poucos dias no povoado de Capivara, na zona rural de Canarana. A morte vai ser investigada pela Delegacia Territorial de Canarana. Além do envolvimento no caso Paraíso Perdido, ela também era investigada por estelionato.

Paraíso Perdido

Leandro Troesch foi encontrado sem vida dentro de um dos quartos de sua pousada de luxo Paraíso Perdido, em Jaguaripe , com marca de tiro na cabeça, em 25 de fevereiro do ano passado. Leandro havia chegado a ser preso em 2021 por envolvimento em um sequestro vinte anos antes, no bairro do Costa Azul, em Salvador.

Em abril do ano passado, Maqueila confirmou que vivia um relacionamento amoroso com Shirley da Silva Figueredo, viúva de Leandro, mas diz que os dois tinham uma relação aberta e que ele não se incomodava. "Nós tínhamos uma relação amorosa, isso não é a esconder, nos conhecemos no presídio, tenho consideração muito grande pela Shirley, sempre tive convicção que a Shirley não tinha cometido (crime). A relação de Leandro e Shirley era aberta. Eu não tinha muito contato com ele, mas tenho indícios que ele sabia sim da relação da gente, mas em momento nenhum chegou a comentar comigo", explicou, na época.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias