19°C 28°C
Feira de Santana, BA
Publicidade

Governo Baiano investe R$ 2,3 bilhões em Educação, Saúde e Segurança

Entre as áreas já contempladas com grande volume de investimentos no primeiro quadrimestre do ano estão ainda Infraestrutura (R$ 540,5 milhões), Urbanismo (R$ 250,5 milhões), Desenvolvimento Rural (84,7 milhões) e Infraestrutura Hídrica (69,2 milhões).

16/05/2023 às 10h15
Por: Site Feira 24 Horas
Compartilhe:
Governo Baiano investe R$ 2,3 bilhões em Educação, Saúde e Segurança

O ritmo de investimentos do governo baiano segue intenso neste início de 2023. De janeiro a abril, já chegou a R$ 2,3 bilhões o volume investido em obras, serviços ou infraestrutura, beneficiando diretamente a população. O balanço evidencia ainda a prioridade da gestão de Jerônimo Rodrigues para a área social: Educação, Saúde e Segurança ficaram com R$ 1,17 bilhão, cerca de metade do total investido até agora.

Considerando o investimento médio anual do Governo do Estado nos últimos exercícios, que ficou em torno de R$ 3,4 bilhões, trata-se de um valor expressivo para os primeiros meses do ano, período em que além disso os desembolsos do setor público tendem a ser mais baixos.

Entre as áreas já contempladas com grande volume de investimentos no primeiro quadrimestre do ano estão ainda Infraestrutura (R$ 540,5 milhões), Urbanismo (R$ 250,5 milhões), Desenvolvimento Rural (84,7 milhões) e Infraestrutura Hídrica (69,2 milhões).

Equilíbrio fiscal

O que explica a manutenção do ritmo de investimentos pelo Estado é justamente o equilíbrio fiscal, observa o secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório. “A Bahia tem um dos menores índices de endividamento entre os estados brasileiros, mantém um sólido programa de qualidade do gasto público que permitiu a economia de R$ 9,4 bilhões desde 2015 e uma política de modernização do fisco que tem permitido melhorar a participação do Estado na arrecadação nacional do ICMS”, lembra.

Com a saúde das contas públicas, lembra Vitório, o Estado “encontra-se em condições, de um lado, de assegurar o acesso a operações de crédito destinadas a novos investimentos públicos, e, do outro, de ampliar a atração de investimentos privados”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias