19°C 28°C
Feira de Santana, BA
Publicidade

Joice é acusada de ‘rachadinha’; funcionária diz ter feito repasses mensais de R$ 13,5 mil

Ex-assessora conta que pagava mensalidade da filha da ex-deputada, diz que sofria assédio moral e era obrigada a fazer serviços domésticos

24/05/2023 às 10h34
Por: Site Feira 24 Horas
Compartilhe:
Joice é acusada de ‘rachadinha’; funcionária diz ter feito repasses mensais de R$ 13,5 mil

Ex-deputada federal, Joice Hasselmann (sem partido-SP) foi acusada de desviar parte do salário de uma ex-funcionária para pagar gastos pessoais, esquema conhecido como “rachadinha”.

De acordo com apuração do UOL, Juliana Christine Pereira Bejes, que trabalhou com a ex-parlamentar durante um ano e oito meses, encaminhou a denúncia para o Ministério Público Federal de São Paulo (MPF-SP).

A ex-assessora, que também acusa a ex-chefe de assédio moral, contou que embolsou apenas dois salários durante todo o período que trabalhou com Joice. Segundo Juliana, todo o restante foi repassado para a ex-deputada, incluindo valores do auxílio-creche. Os repasses, conforme o site, equivalem a R$ 13,5 mil por mês.

Para comprovar as acusações, Juliana Bejes apresentou faturas de cartão de crédito e extratos de Pix das movimentações. Joice, por sua vez, nega as acusações e afirma que sua antiga funcionária e o marido – que também era funcionário do gabinete – forjaram provas para tentar tirar dinheiro dela.

Juliana, no entanto, sustenta as acusações e diz que a devolução do salário era feita por meio de pagamentos de despesas particulares de Joice.

Comprovantes de depósitos apresentados pela ex-assessora mostram o pagamento da faculdade da filha da ex-parlamentar. Juliana relata que Joice e o ex-marido dividiram o valor da mensalidade, mas a parte da ex-deputada, no valor de R$ 5.315, era bancada por ela.

A ex-assessora conta ainda que após a derrota eleitoral, Hasselmann fez um acordo para que a então funcionária pagasse seis meses de faculdade da filha, totalizando R$ 31 mil, podendo embolsar os salários dos três últimos meses. Juliana conta que usou sua reserva financeira para pagar o valor porque os salários restantes totalizaram R$ 40 mil, mas assim que depositou o valor acordado na conta da ex-chefe, ela assinou sua demissão. “Bem no dia da festinha de aniversário do meu filho”, lembrou Juliana.

Além dos desvios dos salários, ela disse ainda que Joice a obrigou a sair candidata a deputada estadual, para conseguir mais dinheiro do fundo partidário e investir em sua própria campanha à reeleição. “Ela queria me usar de laranja”, acusa.

No campo do assédio moral, Juliana contou ainda que recebia ordens para limpar o apartamento da ex-deputada, fazer supermercado, levar o carro na oficina e até emprestar seu próprio veículo. Um uma conversa por WhatsApp, Joice manda a funcionária lavar sua roupas. “Bom lavar com sabão de coco líquido, deixar de molho pelo menos 2 horas, depois enxaguar e pendurar sem torcer”, ordenou.

A ex-assessora disse ter aceitado as condições de trabalho e participar do esquema de “rachadinha”, porque havia mudado de cidade com um filho bebê e tinha um contrato de aluguel longo para bancar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Feira de Santana, BA
20°
Tempo limpo

Mín. 19° Máx. 28°

20° Sensação
1.72km/h Vento
89% Umidade
34% (0.28mm) Chance de chuva
05h52 Nascer do sol
05h17 Pôr do sol
Dom 27° 19°
Seg 29° 19°
Ter 27° 20°
Qua 29° 20°
Qui 29° 20°
Atualizado às 21h03
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 4,88 0,00%
Euro
R$ 5,25 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,02 +0,09%
Bitcoin
R$ 133,458,89 -2,44%
Ibovespa
117,019,48 pts 1.33%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias