Empreendedorismo
Simone Scaioni Ferreira comenta sobre as perspectivas do mercado imobiliário para o segundo semestre de 2019
Simone Scaioni
15/03/2019 14h23Atualizado há 2 meses
Por: José Eduardo Nogueira
Simone Scaioni Ferreira
Simone Scaioni Ferreira

Simone Scaioni Ferreira comenta sobre o mercado imobiliário e diz que será animadora a expectativa para a segunda etapa deste ano.

Este 2019 foi  o ano da retomada do mercado imobiliário no Brasil, então temos bons motivos para acreditar no segundo semestre deste ano. Recentes levantamentos do setor indicam um viés de alta nos últimos meses de 2018. A esperança é que a nova equipe econômica do governo federal consiga ajustar as contas públicas, gerar mais empregos, melhorar a renda do trabalhador e manter a tendência de queda dos juros aplicados nos financiamentos de imóveis. O mercado imobiliário possui um ciclo composto por quatro fases: expansão, excesso, recessão e recuperação. Após a crise que assolou o mercado imobiliário no começo desta década, entramos na fase da recuperação no segundo semestre de 2017. Desde então, o setor passou a demonstrar melhoras gradativas e substanciais, em especial, nas vendas, que cresceram cerca de 10% neste ano, disse Simone. Devido a diversos fatores, entre os quais a queda da inflação, a diminuição da taxa de juros e de financiamento, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a regulação do distrato e as definições políticas nos cenários estaduais e federal, o mercado imobiliário tem notado um significativo aumento no índice de confiança de empresários e consumidores. Prova disso é que houve um aumento de 52% no número de unidades comercializadas na cidade de São Paulo de janeiro a junho de 2018, em comparação com o mesmo período de 2017, melhor resultado desde o início da crise em 2013. Simone Scaioni é enfática ao dizer que um outro exemplo que demonstra a reação do mercado imobiliário é que o lançamento de novos projetos cresceu 30% no terceiro trimestre de 2018, e a movimentação cresceu ainda mais depois das eleições. Esse ambiente tem criado expectativas bastante positivas para o setor em 2019. Segundo dados, sinais, indicadores e especialistas, entraremos num período de normalidade econômica. Com isso, a tendência é de crescimento para este ano, ainda mais considerando que teremos algumas novidades boas para o setor, como o aumento do teto para a compra de imóvel com FGTS para R$ 1,5 milhão, e a ampliação do Programa Minha Casa Minha Vida.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários