OLÍVIO FARMA - BANNER TOPO
CÂMARA DE FEIRA

Vereador é notificado pela Justiça e comenta o caso na Câmara

Na manhã desta terça-feira (03), durante a sessão ordinária, o edil usou seu tempo na tribuna da Casa da Cidadania para discorrer sobre o assunto.

03/09/2019 17h57
Por: Rodrigo Santos
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Poder Judiciário do Estado da Bahia notificou o vereador Edvaldo Lima (PP) com um processo de ação popular acusando-o de violação dos princípios administrativos. Na manhã desta terça-feira (03), durante a sessão ordinária, o edil usou seu tempo na tribuna da Casa da Cidadania para discorrer sobre o assunto.

Nitidamente irritado e portando o processo em mãos, Edvaldo Lima fez a leitura de trechos do processo para os presentes. “Estão movendo uma ação pública contra mim que de pública não tem nada. Me acusam de usar minha investidura pública para favorecer minha crença e meus pares. Consta neste processo que utilizo a máquina pública e o site da Câmara para favoritar meus intentos pessoais. Isso é uma inverdade!”, protestou ao se defender da acusação.

O edil afirmou que entende esta ação como uma perseguição religiosa, mas que não pretende recuar diante das diversidades e que jamais negará a sua fé. “Honestamente, eu não entendo o porquê de tanto ódio, raiva e rancor contra a minha pessoa. Tentam de todas as formas atingir a minha fé. Se engana quem acha que vai me calar ou calar o cristianismo. Continuarei defendendo a fé cristã”, ratificou.

Em aparte, o vereador Cadmiel Pereira (PSC) concordou com a declaração do colega e se mostrou solidário com a situação. “Isso é um caso de intolerância religiosa. Não estamos aqui para fazer proselitismo religioso, estamos aqui para trabalhar a favor do povo e representamos parte da população. Estaremos ocupando esse espaço porque é nosso por direito”, frisou.

De volta com a palavra, Lima assegurou aos feirenses que continuará a sua luta em favor do cristianismo, da família e das crianças. “Jamais negarei os meus princípios. Já disse e volto a repetir o meu norte é a Bíblia sagrada e é nela que eu me respaldo. Sofro preconceito por conta da minha fé, porém isso não me abala. Irei prestar meu depoimento com a cabeça erguida, pois sei que não fiz nada de errado”, disse o vereador.

Ao finalizar, Edvaldo Lima citou uma passagem bíblica “Os que confiam no Senhor serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre. Assim como estão os montes à roda de Jerusalém, assim o Senhor está em volta do seu povo desde agora e para sempre”, concluiu.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias