OLÍVIO FARMA - BANNER TOPO
Banner de Meire até abril
DENÚNCIA

Jovens denunciam agenciador de modelos em Feira de Santana

Vítimas, que sonhavam em ser modelos, disseram que suspeito prometia carreira de sucesso enquanto se aproveitava delas. Caso é investigado na Polícia Civil.

08/01/2020 07h57Atualizado há 3 meses
Por: Site Feira 24 Horas
 Foto: Reprodução/TV Subaé
Foto: Reprodução/TV Subaé

Duas jovens e uma adolescente denunciaram ter sido assediadas e ameaçadas por um agenciador de modelos, na cidade de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador. O caso é investigado pela Polícia Civil.

A reportagem da TV Subaé entrou em contato com o agenciador, mas ele disse que precisava falar com o advogado antes de se posicionar e não retornou as ligações.

Segundo as vítimas, que têm 23 e 17 anos, e sonham em ser modelos, o agenciador José Paulo de Souza, que se apresentava como Raffael de Paulo, prometia uma carreira de sucesso enquanto se aproveitava delas.

"Ele falava que eu não ia ter outra oportunidade como essa. Falava que nenhuma outra agência iria me aceitar porque eu estou namorando", revelou uma das vítimas.

Além disso, elas contaram que José Paulo de Souza fazia massagens nas partes íntimas delas e dizia que era um procedimento estético.

"Ele fazia massagem modeladora nas meninas. Até aí tudo bem. Só que ele sempre tinha a mesma história para as meninas de usar um "produtozinho" que ele mesmo fazia para clarear a virilha, ele dizia que a virilha estava escura e ele começava a passar nas nossas partes [íntimas]. Várias vezes ele já pegou nos meus seios", revelou uma vítima.

Outra vítima contou que não desconfiou de Paulo e chegou a procurá-lo para o trabalho. Ela conta que sempre recebeu a massagem em casa, com a presença de outra modelo, mas ainda assim o homem pedia que ela ficasse de calcinha.

Uma das jovens ainda revelou que sofreu ameaças de José Paulo. "Ele disse que tinha um irmão policial e que se um dia eu fosse denunciar ele, ou falar alguma coisa dele, que ele tinha o irmão dele para se livrar disso", contou.

As vítimas resolveram prestar boletim de ocorrência após criarem um grupo nas redes sociais para trocar as conversas que cada uma teve com o agenciador.

As duas jovens e a adolescente registraram o caso na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Feira de Santana, na segunda-feira (6).

"A partir do momento que elas registraram os fatos nós vamos ouvi-las em termos de declarações. Nesse caso não há prova pericial, apenas documental. O homem será intimado para prestar esclarecimentos", disse a delegada Edileuza Suely Cardoso, que investiga o caso.

 

(Informações e fotos,  G1/Feira de Santana)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias