OLÍVIO FARMA - BANNER TOPO
QUE SITUAÇÃO

Mulher que foi morta e teve filho levado foi assassinada por amiga que fingiu gravidez, diz polícia

Corpo de Silvia Letícia Araújo Pacheco foi encontrado no dia 4 de janeiro deste ano. Bebê foi encontrado no dia seguinte à descoberta do caso.

01/02/2020 08h32Atualizado há 3 semanas
Por: Site Feira 24 Horas
Foto: reprodução
Foto: reprodução

A mulher que foi achada morta e com sinais de violência dentro de casa, em Eunápolis, no sul da Bahia, no início deste mês de janeiro, foi assassinada por uma amiga que havia inventado uma gravidez e queria roubar o filho da vítima para apresentá-lo como filho dela. A informação foi confirmada pelo delegado Bernardo Marques Pacheco, delegado titular do município, que investiga o caso.

O corpo de Silvia Letícia Araújo Pacheco foi encontrado no dia 4 de janeiro deste ano. Segundo o delegado, após o crime, a suspeita roubou o filho de amiga, que tem dois meses. O bebê foi encontrado no dia seguinte a descoberta do crime.

NOSSO GRUPO NO WHATSAPP: https://chat.whatsapp.com/5djU4oCYYOBAUDtLG0XiK9

Ainda de acordo com Bernardo Pacheco, a suspeita, que não teve a identidade revelada, confessou o crime para outras pessoas, por uma mensagem enviada pelo WhastApp. Também na mensagem, a amiga da vítima conta que enganou o atual namorado e, por isso, tomou a decisão de matar Silvia Letícia.

O delegado informou que a suspeita é ex-companheira de um presidiário e fugiu da cidade após ser descoberta. A suspeita já teve a prisão preventiva decretada pedida e é procurada.

 

Fonte: G1

Ele1 - Criar site de notícias