OLÍVIO FARMA - BANNER TOPO
Banner de Meire até abril
QUE SITUAÇÃO

Mulher é presa após dizer ter coronavírus para furar fila

Em uma UPA, ela disse que havia voltado recentemente da China

08/02/2020 16h57
Por: Site Feira 24 Horas
Foto: reprodução
Foto: reprodução

Uma mulher foi presa em flagrante em Copacabana, no Rio de Janeiro, após dizer que havia voltado recentemente da China e que teria todos os sintomas do novo coronavírus, responsável pela epidemia que já matou mais de 700 pessoas.

De acordo com a Polícia Civil do Rio de Janeiro, a mulher esperava por atendimento em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) quando procurou funcionários do local e disse que havia voltado há poucos dias de Hong Kong, onde teria trabalhado como babá.

+ Preço do gás de cozinha é reduzido a partir deste sábado (08)

Renata Maia deixa a TV Subaé, afiliada da Rede Bahia em Feira de Santana

Micareta 2020 terá grandes atrações, diz secretário

A paciente foi de rapidamente isolada e submetida a uma série de exames e questionamentos, tendo insistido durante horas em uma narrativa fantasiosa sobre sua viagem como babá de uma família àquela localidade – disse nota da Polícia Civil.

Veja o que se sabe até agora sobre o novo coronavírus As autoridades sanitárias foram informadas do caso e acionaram o Ministério da Saúde para possível caso de infecção.

Familiares da mulher foram acionados e alegaram que ela jamais havia viajado para fora do país e sequer tinha passaporte. As informações foram confirmadas pelo Departamento de Polícia Federal.

Ao ser questionada pelos policiais, a mulher admitiu ter mentido para furar a fila de atendimento da unidade de saúde. Ela responderá por crime de falsidade ideológica e pela contravenção de provocar alarme anunciando desastre ou perigo inexistente, praticando ato capaz de produzir pânico ou tumulto. O caso foi registrado na 12ª DP de Copacabana

Até o momento, não há casos de infecção pelo novo coronavírus no Brasil. A maior parte dos casos investigados já foi descartada pelo Ministério da Saúde.

Na última quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei de quarentena para casos suspeitos do vírus. A medida foi votada em tempo recorde pelo Congresso após Bolsonaro voltar atrás e aprovar missão de evacuação de brasileiros que viviam em Wuhan, cidade chinesa que é o epicentro da epidemia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias