Sábado, 28 de Novembro de 2020 01:36
(75) 99816-1138
Bahia BRASIL

VÍDEO: Candidato a vereador fica inconformado por apenas 33 votos

Maurição Celulares perdeu as eleições ao concorrer à Câmara Municipal de Sabará, em Minas Gerais

19/11/2020 20h56 Atualizada há 1 semana
Por: Site Feira 24 Horas
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Poucos dias se passaram desde as eleições municipais e o assunto continua repercutindo. Um áudio hilário que um candidato a vereador da cidade de Sabará, Minas Gerais, enviou para um grupo de amigos no WhatsApp acabou viralizando.

O motivo é completamente compreensível: o homem, conhecido como Maurição Celulares, ficou inconformado por não ter sido eleito. E o pior: por ter recebido apenas 33 votos.

“Só os cara que vêm pegar jabuticaba aqui em casa dá mais de 33, sô. Cê tem que ver no churrasquinho ontem. Ela tava com 200 espetos e foi tudo embora, o povo parecia que tava passando fome. Todo mundo me abraçando. Chega na hora: 33 votos”, disse Maurício no áudio.

Aviso! Os áudios contêm linguajar inapropriado para menores de 18 anos.

Segundo ele, a popularidade era tanta que ele estava com medo de levar uma facada, assim como aconteceu com Bolsonaro durante a campanha presidencial em 2018.

Até o líder do partido disse que ele era um forte candidato à Câmara de Sabará. “Forte aonde? Imagina se eu tivesse fraco?! 33 votos, véi!”, diz Maurição indignado.

No áudio, ele também afirma que pensou até em se mudar de Sabará, tamanha a frustração. Ele também pensa em abandonar a carreira como técnico em aparelhos celulares. Segundo Maurício, até dinheiro para colocar gasolina ele deu para um rapaz que o pediu. “O povo é ingrato!”, afirma.

“Quanta gente que tá me devendo, sô! Eu tenho uma cadernetinha que tem uns 60 me devendo. Nem quem tá me devendo não votou em mim, sô!”, disse o ex-candidato.

“Eu tô desanimado de Sabará. Bando de filha da p***. Tomara que peguem tudo coronavírus!”, pragueja ele.

Por fim, o ex-candidato se lamenta por ter que vender sua moto para quitar os gastos que teve com a campanha eleitoral. 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias