Terça, 19 de Janeiro de 2021 17:35
(75) 99816-1138
Brasil BRASIL

Médico que ficou internado com Covid-19 lamenta descaso da população e desabafa: 'Entubei dois colegas que morreram'

Segundo o médico Francismar Prestes Leal, descaso da população é 'assustador'. Para a médica Ana Karyn, que atua em Curitiba, sentimento é de revolta e indignação. 136 profissionais de saúde já morreram vítimas da doença no Paraná.

13/12/2020 07h34
Por: Site Feira 24 Horas
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Exaustão e revolta são sentimentos que descrevem a situação vivida pelo médico Francismar Prestes Leal, de 51 anos, que atua na linha de frente do combate à pandemia do novo coronavírus. Há 20 anos com atuação em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), o médico passou cinco dias internado após testar positivo para a doença e chegou a entubar colegas de trabalho que não resistiram à Covid-19.

Ele atua no cuidado de pacientes com a doença desde o primeiro caso registrado em Maringá, no norte do Paraná. São cerca de 200 horas mensais de trabalho em UTIs de dois hospitais da cidade.

"Não está sendo fácil lidar com uma doença infecciosa tão complexa e com a negação dela por parte da população. Estamos todos exaustos, fisicamente e mentalmente. Tenho medo de adoecer ou de morrer dessa doença que ainda não entendemos direito", desabafou.

Na última quinta (3), Francismar deu entrada no hospital não como médico, mas sim como paciente. Ele foi internado com cerca de 30% do pulmão acometido pela doença.

A esposa, de 38 anos, também precisou ser internada com um quadro ainda mais grave. Ela teve 50% do pulmão afetado e diagnóstico de embolia pulmonar em decorrência do coronavírus. Enfermeira, ela não tem doenças pré-existentes.

Os dois se recuperam em casa desde a terça-feira (8), com os quatro filhos. Todos tiveram diagnóstico positivo e apresentaram sintomas leves.

Em um dos momentos mais difíceis durante todos os meses, o médico chegou a entubar dois colegas de profissão que também atuavam com a Covid-19. Eles não resistiram.

"Entubei dois colegas, algo muito traumático para qualquer um, e os dois faleceram apesar de todo o esforço que fizemos. É terrível a sensação de perder colegas que lutavam tanto para salvar vidas, expondo-se e expondo seus amados", lamentou.

Um dos profissionais, segundo Francismar, havia recém terminado o período de residência médica. Jovem, deixou a esposa e dois filhos pequenos.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), até quarta-feira (9), 11.774 profissionais de saúde já foram infectados pelo novo coronavírus, com 9.216 pessoas recuperadas e 136 óbitos registrados na categoria.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias