Quarta, 20 de Janeiro de 2021 08:14
(75) 99816-1138
Brasil BRASIL

Jovens só devem ser vacinados na segunda metade de 2021, diz Fábio Vilas-Boas

Titular da Secretaria de Saúde da Bahia traçou panorama sobre a vacinação no estado

17/12/2020 14h47
Por: Site Feira 24 Horas
Divulgação/Sesab
Divulgação/Sesab

Em momentos como o que vivemos, os sites que levam informação séria ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho. Seja um patrocinador ou doador do Feira 24 Horas - (75) 998161138

O secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, deu novas informações nesta quinta-feira (17) sobre o panorama da vacinação contra a covid-19 no estado e afirmou que jovens não serão vacinados antes do segundo semestre de 2021, visto que na primeira metade do ano o imunizante será distribuído prioritariamente para profissionais de saúde e integrantes do grupo de risco.

Segundo o titular da Secretaria de Saúde (Sesab) em entrevista ao Jornal da Manhã, da TV Bahia, o estado vai ser um centro de distribuição de vacinas para outros estados, e o estado deverá começar a receber as primeiras doses da vacina a partir do mês de janeiro. Para receber as doses dos imunizantes, é necessária a aprovação da Anvisa, o que deverá acontecer nas próximas semanas.

A distribuição das vacinas se dará através de parcerias com companhias aéreas, que já se disponibilizaram a transportar os imunizantes, além das forças armadas nacionais. De acordo com Fábio, inicialmente serão duas opções de vacinas: a Coronavac, produzida em São Paulo no Instituto Butantan e a Sputnik V, desenvolvida na Rússia e que deverá ser produzida no Brasil.

Fábio reiterou que não há condições de vacinar todas as pessoas de uma só vez, e que começando a partir de grupos prioritários, a campanha de vacinação deverá ser dividida em quatro fases, cada uma delas com um grupo diferente da população. O objetivo é que a fase prioritária dure quatro meses, somada a mais um mês da etapa para profissionais de saúde. 

O titular da Sesab finalizou afirmando que os protocolos contra a propagação do vírus — como uso de máscaras e álcool em gel, além do distanciamento social — devem continuar sendo seguidos até que toda a população já esteja imunizada. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias