Sábado, 16 de Janeiro de 2021 08:51
(75) 99816-1138
Dólar comercial R$ 5,3 1.814%
Euro R$ 6,41 +1.17%
Peso Argentino R$ 0,06 -0.09%
Bitcoin R$ 211.909,09 +5.072%
Bovespa 120.348,8 pontos -2.54%
Feira de Santana FEIRA DE SANTANA

ALERTA: Médico fala sobre superlotação de leitos na rede privada de Feira de Santana

Para ele, é fundamental que a população retome os cuidados de forma mais rígida, para que novos casos não aconteçam.

22/12/2020 08h38
Por: Site Feira 24 Horas
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O médico João Victor Brito do Valle, cirurgião geral e coordenador da emergência do Hospital Emec em Feira de Santana, fez um alerta sobre a superlotação dos leitos no hospital e relatou que está preocupado com a situação da cidade nesta segunda onda de covid-19.

Ele afirmou que na emergência do Emec são atendidos diariamente cerca de 70 pacientes com sintomas respiratórios e desse total alguns são internados apresentando casos graves e moderados. Os casos moderados, às vezes, precisam de internamento em unidades abertas, nas clínicas médicas e os pacientes mais graves precisam ser internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

“A gente sempre orienta que os pacientes que estão tendo quadro de desconforto para respirar, falta de ar, dor importante no tórax, em opressão, febre que não cessa, uma queda importante do estado geral, fadiga intensa, com dificuldade de se alimentar, de aceitar a dieta, sempre que tiverem esses tipos de sintomas, de sinal de alarme é importante irem para emergência para que a gente possa iniciar precocemente o tratamento. Toda vez que o paciente precisa de um suporte de nível de oxigênio elevado, ou o paciente precisa de um suporte ventilatório, seja ele, com a ventilação com a máscara, que é uma ventilação não invasiva ou uma ventilação com uma intubação endotraqueal, esse paciente precisa ir para a Unidade de Terapia Intensiva e a gente sempre manda para a UTI da forma mais precoce possível, aquele paciente que precisa de um suporte ventilatório. Pois é possível hoje com os protocolos que nós temos, resgatar, esses pacientes da doença, evitando a intubação e evitando outros quadros mais graves que são associados a isso tudo”, explicou o médico.

 

 

Informações, Acorda Cidade

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias