Sábado, 23 de Janeiro de 2021 16:43
(75) 99816-1138
Bahia QUE SITUAÇÃO

Conheça as vítimas do ataque em praia de Salvador; suspeitos são identificados

Caso aconteceu na tarde de terça-feira (5), na praia de Jaguaribe. O adolescente Igor Oliveira, de 17 anos, e a jovem Juliana Alcântara, de 20, foram enterrados na tarde desta quarta-feira (6); uma vítima ainda será sepultada.

07/01/2021 08h28 Atualizada há 2 semanas
Por: Site Feira 24 Horas
Conheça as vítimas do ataque em praia de Salvador; suspeitos são identificados

Uma jovem de 20 anos e um adolescente de 17, estão entre as vítimas do ataque a tiros que aconteceu na praia de Jaguaribe. A estudante de biomedicina Juliana Alcântara aproveitava a tarde com a mãe (que também foi baleada) e com o primo de 14 anos quando foi atingida. Já Igor Oliveira era apaixonado por futevôlei e curtia o local com amigos. [Conheça o perfil das vítimas nesta reportagem]

Dois suspeitos já foram identificados através de imagens de câmeras de seguranças, mas a polícia ainda não detalhou sobre os suspeitos.

O ataque que deixou três mortos e dois feridos aconteceu na tarde de terça (5), depois que homens armados chegaram à praia e um deles disparou contra Lucas Santos de Souza, de 27 anos, alvo da ação. Lucas estava no local com outros dois amigos, que também foram baleados e sobreviveram. Já Lucas não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. Não há detalhes sobre o sepultamento dele.

A polícia informou que Lucas Santos era envolvido com o tráfico de drogas e tinha duas passagens por este tipo de crime.

Com base em imagens das câmeras, os criminosos identificados são apontados pela polícia como traficantes da região da Boca do Rio, por isso, a ação é tratada como pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) como um acerto de contas entre gangues rivais.

Assim como Lucas, Juliana Celina, atingida na ação, morreu no local. A mãe dela também foi ferida de raspão, mas passa bem. O adolescente Igor Oliveira Lima Filho, ainda foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itapuã, mas não resistiu aos ferimentos. Nenhum dos três conheciam Lucas, estavam no local apenas curtindo a praia.

O delegado José Bezerra, diretor do DHPP disse que o ataque aconteceu muito rápido, em torno de um minuto.

Já o delegado da Polícia Civil, Odair Carneiro, que está a frente do caso, acredita que a falta de experiência do criminoso no manejo da arma tenha sido motivo de atingir as vítimas que não eram alvos da ação.

"As investigações apontam que o excesso dos disparos de arma de fogo foi justamente por se estar com uma pistola, com seletor de rajada. Ele [atirador] perdeu o controle a partir do momento que atirava. O alvo era Lucas e mais dois indivíduos que estavam no grupo [de Lucas]. Pelo fato de estar com uma pistola com seletor de rajada foram atingidas a menina, uma senhora e o mais um garoto de 17 anos. Sendo que a menina e o garoto foram mortos", explicou o delegado.

Dois homens suspeitos de participar de um ataque a tiros foram presos nesta quarta-feira (6). Segundo informações da SSP, a dupla é apontada como responsável pelo transporte dos autores dos disparos. As motocicletas foram apreendidas e serão encaminhadas para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias