Terça, 13 de Abril de 2021 06:45
(75) 99816-1138
BAHIA ACABOU A FESTA

Praias, parques e clubes ficarão fechados por mais uma semana em Salvador

Prefeitura não descarta adotar medidas mais duras nos próximos dias

01/03/2021 17h04 Atualizada há 1 mês
Por: Site Feira 24 Horas
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

As praias de Salvador vão permanecer fechadas por mais sete dias. Os decretos que determinam a suspensão de atividades em parques públicos, clubes sociais, e campos e quadras de esporte também foram prorrogados por uma semana. A prefeitura não descarta adotar medidas mais duras nos próximos dias caso os números da pandemia não diminuam. 

O anúncio da prorrogação dos decretos foi realizado pelo prefeito Bruno Reis durante entrevista coletiva pela internet, nesta segunda-feira (1º). As praias e os outros espaços citados foram fechados na semana passada como uma estratégia para frear o avanço da contaminação do novo coronavírus. 

“Estava em reunião mais cedo com o governador e com prefeitos da Região Metropolitana. Estamos avaliando quais outras medidas podemos adotar. Vou me reunir ainda hoje [segunda-feira 1º] com o setor produtivo, como fiz na semana passada, para avaliar o cenário e decidirmos se será necessários adotar outras medidas”, afirmou. 

O fechamento dos espaços listados nos decretos e o isolamento obrigatório determinado pelo Governo do Estado no último fim de semana, com a suspensão das atividades não essenciais e o toque de recolher, terão efeitos nos próximos 15 dias. 

No final de semana, 70 pessoas foram reguladas das unidades de saúdo do Município, sendo 33 para leitos de enfermaria, um pediátrico e 26 de UTI. Nesta segunda (1º), a cidade amanheceu com mais 90 pacientes aguardando por transferência. 

Bairros 

Houve mudanças também em relação aos bairros onde estão sendo desenvolvidas ações de proteção à vida. A prefeitura vai suspender as medidas na Boca do Rio, mas incluiu São Marcos onde o crescimento no número de pessoas infectadas voltou a preocupar. As ações começam nesta terça-feira (2). 

As medidas de proteção à vida incluem distribuição de máscaras, testes rápidos e desinfecção de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti, apoio às instituições que atendem idosos, crianças e pessoas com deficiência, localizadas nas áreas, e atendimento do Cras itinerante. Além de São Marcos estão sendo realizadas ações na Pituba, Pernambués, Brotas, Itapuã, Boca do Rio e Fazenda Grande do Retiro.

O prefeito voltou a pedir a colaboração da população para evitar aglomerações, disse que a Guarda Civil Municipal e que a Polícia Militar têm feito o possível para atender a demanda, mas que é difícil conseguir fiscalizar 3 milhões de habitantes, e voltou a cobrar comprometimento de todos. 

“Não existe outro caminho. Não há outra medida, ou a gente segura a taxa de contágio ou não adianta abrir leitos de UTI porque não vai resolver. Se continuar crescendo na proporção em que está, por mais esforço que a gente faça, e nós temos limitações de respiradores, de pessoal e de insumo para abrir leitos de UTI, nós vamos ter um colapso. São pessoas que podem morrer por não ter acesso aos serviços de saúde”, disse. 

Ele contou que o Hospital Salvador, que foi assumido pela prefeitura e vai se transformar em unidade exclusiva para tratar pacientes com covid-19, está passando por reforma no subsolo e no quarto andar. A expectativa é que a unidade entre em pleno funcionamento até a sexta-feira (5). Serão 40 leitos de UTI e 120 de enfermaria. 

Uma nova unidade de suporte ventilatório será aberta próxima à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris, com dez leitos de enfermaria e dois de UTI, e um hospital de campanha está sendo construído em Itapuã.

 

Correio 24 Horas

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias