Segunda, 21 de Junho de 2021 09:18
(75) 99816-1138
BAHIA COMPLICADO

'Quando eu acordei da cirurgia, achava que ainda estava grávida', relembra mulher que perdeu bebê após ser baleada em Salvador

Jussileni Juriti estava grávida de oito meses quando foi atingida na barriga por disparos próximo de casa, em São Tomé de Paripe. O filho de dois anos presenciou a ação.

09/06/2021 07h22
Por: Site Feira 24 Horas
Foto: Reprodução/TV Bahia
Foto: Reprodução/TV Bahia

A mulher que foi baleada em uma ação da Polícia Militar na comunidade Mariango, no bairro de São Tomé de Paripe, em Salvador, recebeu alta médica e já se recupera em casa depois de ser atingida por três tiros em 17 de maio. Ela estava grávida de oito meses e perdeu o bebê após caso.

Jussilene Juriti tem 26 anos e aguardava o terceiro filho. Ela estava na companhia de uma das crianças, de dois anos, que presenciou a ação, na mercearia da sogra, quando os disparos aconteceram.

SIGAM NOSSO INTAGRAM: @FEIRA24HORAS

Segundo ela, não há muitas lembranças sobre o dia que foi atingida. Somente que houve um tiroteio e que ela foi baleada, além da confusão e os pedidos de socorro da sogra.

"Eu estava na mercearia de minha sogra, eu e meu filho. Lembro que fui baleada. Carreguei meu filho, subi as escadas da minha sogra. Ela ficou gritando da varanda que uma mulher grávida foi baleada. Fui socorrida para o Hospital do Subúrbio. Só via escurecer e chamava Deus na mente. Depois não lembro mais de nada", relembrou.

Jussileni foi informada sobre a perda do bebê somente seis dias depois após dar entrada no hospital. Ela disse que recebeu a notícia pela própria mãe, mas, embora tenha ficado triste com o acontecido, ainda não conseguiu absorver a perda do bebê por causa da recuperação após a cirurgia.

“Foi triste para mim quando eu soube. Quando eu acordei da cirurgia, eu achava que ainda estava grávida. Dizia que eu estava grávida de oito meses e seis depois recebi a notícia da minha mãe que eu tinha perdido meu bebê. Foi muito triste para mim. Comecei a chorar. Ainda não estou pensando na perda, estou pensando minha recuperação no momento".

O marido de Jussileni, Angelo Esquivel, disse que a ocorrência foi registrada na Corregedoria da Polícia Militar e cobrou investigação do governo do estado. Segundo ele, a companheira é fruto de um milagre e agradeceu o apoio dos auxílios que receberam.

SIGAM NOSSO INTAGRAM: @FEIRA24HORAS

“Dei uma queixa na corregedoria. Tive que prestar queixa, mas quero agradecer a Deus por ter resgatado minha esposa da UTI. Ela morreu e viveu de novo. Deus ressuscitou ela os médicos disseram que foi um milagre. Agradeço a todos que nos ajudaram em oração e doaram sangue. Queremos justiça por esses homens que cometeram o ato. Minha esposa disse que não quer mais ter filho”, disse.

Angelo disse que Jussileni agora está precisando de remédios para tratar a recuperação.

“Tenho remédio que tivemos que comprar. Minha esposa não vivia a base de remédio e hoje em dia está. Tudo por ação policial”, desabafou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Feira de Santana - BA
Atualizado às 09h05 - Fonte: Climatempo
22°
Pancada de chuva

Mín. 17° Máx. 27°

22° Sensação
16.1 km/h Vento
65.6% Umidade do ar
90% (12mm) Chance de chuva
Amanhã (22/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens e chuva
Quarta (23/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 28°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias