Sábado, 25 de Junho de 2022
29°

Pancada de chuva

Feira de Santana - BA

BAHIA BAHIA

Grávida de 13 anos tem atendimento negado em hospital, convulsiona e realiza parto de risco em SP

Segundo a família, funcionária falou para adolescente procurar ajuda em outra unidade de saúde: 'tem teste barato na farmácia de R$ 5'. O g1 procurou o Hospital Dr. Adhemar de Barros, mas não obteve retorno.

25/05/2022 às 16h10
Por: Site Feira 24 Horas
Compartilhe:
Grávida de 13 anos tem atendimento negado em hospital, convulsiona e realiza parto de risco em SP

Uma adolescente de 13 anos, grávida de 37 semanas e prestes a dar à luz, teve atendimento negado no Hospital Dr. Adhemar de Barros, em Apiaí, no interior de São Paulo.

A mãe da jovem disse que a filha estava se sentindo mal e foi "humilhada" durante o processo de triagem. Ainda segundo ela, a adolescente foi informada de que deveria procurar diagnóstico em outro local. O caso foi registrado na Polícia Civil.

“Ela chegou ao hospital quase desmaiando e a enfermeira não teve a coragem de medir a pressão arterial. Falou para minha mãe que lá não fazia teste de gravidez, que na farmácia tinha teste por R$ 5. Minha mãe pediu ajuda e se propôs até a pagar a consulta se fosse possível, mas a enfermeira começou a fazer perguntas e deixou minha irmã constrangida e envergonhada”, explicou o irmão da jovem em entrevista ao g1.

A família não sabia da gravidez, já que a jovem fez segredo pois estaria com medo de contar aos familiares. Como a adolescente não teve sintomas, conseguiu esconder a gestação durante os nove meses, até começar a passar mal e precisar de atendimento médico.

Segundo relato da família na ocorrência, no dia 9 de maio, a adolescente foi levada pela mãe ao hospital da cidade após acordar vomitando. No processo de triagem, a mãe disse à enfermeira que suspeitava que a filha estivesse grávida. Foi nesse momento que a funcionária teria afirmado que a unidade “não é um posto de saúde, não é lugar para fazer pré-natal.”

Ainda segundo a mãe, a enfermeira se recusou a encaminhar a adolescente para receber atendimento médico e começou a perguntar para a menor de idade: “Você fez sexo? Transou com alguém?”. Depois, pediu para a adolescente ir fazer o teste de gravidez e, caso o resultado desse positivo, que elas não aparecessem no hospital.

“Eu implorando, pedindo para ela [a enfermeira] deixar minha filha passar no médico. Ela não ouviu o clamor de uma mãe. Se a gente vai ao hospital, vai para buscar ajuda, a gente não vai por brincadeira”, disse a mãe.

Parto de emergência

De acordo com a ocorrência, elas deixaram o hospital e foram até um laboratório particular para realizar o exame de sangue e comprovar a gravidez. Após a coleta, mãe e filha voltaram para casa e aguardaram o resultado. No entanto, 1h30 depois a adolescente voltou a passar mal e elas voltaram para o hospital onde ela foi levada para a sala de emergência, pois estava com convulsões.

Com o agravamento do estado de saúde da adolescente, foi necessário fazer uma cesariana de emergência. Após o parto, a jovem precisou ser entubada e transferida para a Santa Casa de Misericórdia de Itapeva, onde permaneceu internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por cinco dias. Segundo o irmão da jovem, ela chegou a ficar inconsciente.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Feira de Santana - BA Atualizado às 14h17 - Fonte: ClimaTempo
29°
Pancada de chuva

Mín. 16° Máx. 29°

Dom 27°C 17°C
Seg 26°C 17°C
Ter 27°C 17°C
Qua 26°C 16°C
Qui 26°C 16°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias